O que é spyware? Saiba como se defender

Sophie Anderson
Publicado em: 24 de dezembro de 2019
O que é spyware? Saiba como se defender

Spyware é um programa do tipo espião que se infiltra em seu computador, geralmente sem que você perceba, para rastrear, monitorar e coletar suas informações pessoais.

Essas infecções podem se instalar em seu sistema operacional para monitorar as teclas que você digita, alterar suas configurações, prejudicar o desempenho de seu aparelho e capturar dados sensíveis, como seu login, e-mail e histórico de navegação, além de dados do cartão de crédito.

Pesquisas mostram que quase 90% dos computadores domésticos nos EUA foram infectados com spyware em algum momento. Na maioria dos casos, isso pode causar apenas uma dor de cabeça; em outros, no entanto, os efeitos do spyware podem ser desastrosos, causando grandes prejuízos financeiros e estresse contínuo.

Então, como identificar, prevenir e se proteger do spyware? Continue a ler para descobrir..

Guia rápido sobre spyware

  1. O que é spyware? Legal x ilegal
  2. Como identificar uma infecção
  3. Como ocorre uma infecção por spyware?
  4. Como prevenir o spyware
  5. Como remover um spyware
  6. Os melhores antivírus contra spyware

O que é spyware?

O spyware é um tipo de infecção do computador que permite aos hackers acessarem seus dados pessoais. Pode atacar PCs, Macs, aparelhos iOS e Android. Programas desse tipo têm várias utilidades, algumas delas, legais, como:

  • Monitorar os computadores de uma empresa para garantir que ninguém está espalhando informações sensíveis
  • Coletar informações, com o consentimento do usuário, para publicidade direcionada
  • Permitir aos pais monitorar a atividade de seus filhos online
  • Cookies de sites para personalizar sua experiência de navegação

Infelizmente, pelo menos 40% do spyware faz parte de uma categoria mais maliciosa. É usado regularmente por criminosos para roubar informações pessoais de suas vítimas, para ganhos financeiros. Atividades comuns de spyware incluem:

  • Obter dados bancários para ter acesso direto ao seu dinheiro
  • Interceptar informações pessoais, como contatos, senhas e atividade online
  • Coletar dados pessoais suficientes para roubar sua identidade
  • Gravar seus hábitos de navegação para enviar-lhe anúncios personalizados

Existem até spywares que gravam mensagens instantâneas e ligações via Skype, grampeiam sua webcam, instalam keyloggers e tiram fotos e vídeos.

Como identificar uma infecção

A infecção por spyware pode ser especialmente difícil de identificar, pois pode mudar suas configurações de segurança para evitar a detecção. Fique atento em relação a algum dos seguintes alertas, que podem indicar um problema:

  • Anúncios pop-up que aparecem subitamente por toda a tela
  • A velocidade do aparelho diminuiu consideravelmente
  • O computador trava ou desliga sozinho mais do que o normal
  • Há um aumento drástico no uso da CPU
  • A página inicial do navegador muda e direciona você para outro site
  • Seu antivírus ou programa de segurança começa a funcionar mal
  • Um aumento nos autorredirecionamentos quando online

Cada um desses fatores, individualmente, pode não significar algo muito sério, mas se vários estão ocorrendo, é certamente sinal de uma contaminação.

Como acontece uma infecção por spyware?

O spyware pode infectar o seu computador por vários canais. Entretanto, a fonte mais comum é o piggybacking – basicamente, quando um programa se instala secretamente juntamente com outro programa (com frequência, mais confiável) que você escolheu baixar.

Todos nós baixamos jogos ou aplicativos gratuitos para realizar pequenas tarefas online. Mas se eles não tiverem boas avaliações e não forem confiáveis, podem causar uma infecção.

Outras maneiras de contrair spyware incluem:

  • Clicar em anúncios ou pop-ups infectados
  • Visitar sites ou domínios infectados
  • Baixar programas de fontes não confiáveis
  • Abrir anexos de e-mail de remetentes desconhecidos
  • Baixar mídia de plataformas torrent

Como evitar spyware

Como a natureza do malware está em constante desenvolvimento, não há tática infalível para manter você a salvo indefinidamente. A melhor defesa contra o spyware é, claro, não baixar o arquivo, em primeiro lugar. Você precisará mudar vários hábitos pessoais e ser mais vigilante sobre onde clicar online.

Siga estas regras para diminuir a chance de um ataque de spyware:

Use um pacote de segurança antivírus com uma ferramenta antispyware

Se você usa um bom antivírus, já está com uma boa vantagem. Um bom pacote de segurança com uma ferramenta antispyware dedicada irá deter o spyware antes que seja instalado em seu computador.

Prefira um antivírus que ofereça monitoramento em tempo real, detecção específica e opções de remoção de spyware, e mantenha-o regularmente atualizado para combater as ameaças mais recentes.

Apesar de ser melhor se antecipar ao spyware e evitar um desastre, às vezes, pode acontecer uma infecção. Não entre em pânico – isso pode ser resolvido facilmente se você agir rápido; um antivírus é muito útil nessas situações! Confira nossas escolhas dos melhores antivírus do mercado.

Nunca clique em anúncios não solicitados

Uma imensa percentagem de anúncios online contém spyware. Evite clicar em qualquer um para diminuir o risco de infecção. Se você vir algo que quiser comprar, faça uma busca pelo item/marca antes e prefira comprá-lo diretamente do site oficial ou de um site confiável.

Leia as avaliações antes de baixar um programa

Pesquise cuidadosamente todos os aplicativos pelos quais você tiver interesse antes de baixá-los e, sempre que possível, só faça o download a partir do site oficial. A maioria dos produtos confiáveis terá avaliações, então, sempre confira os comentários primeiro, para garantir que você está adquirindo um produto de confiança.

Ajuste as configurações de segurança do seu navegador

Os navegadores contêm uma gama de configurações de segurança que lhe permitem ditar como seus dados são usados. Você pode bloquear completamente os cookies, autorizá-los para sites específicos, ou definir permissões para compartilhar apenas algumas informações. Revise suas configurações de segurança regularmente, para poder estar ciente de qualquer mudança.

Navegue online de forma inteligente

Nunca abra um anexo de e-mail ou mensagem de alguém que você não conhece; se você receber um link suspeito de um amigo, confirme que é realmente dessa pessoa antes de clicar nele. Qualquer pop-up afirmando que você ganhou um milhão de reais ou um iPad nunca é confiável.

Evite clicar acidentalmente em pop-ups ao fechá-los

Muitos anúncios infectados de propósito são difíceis de fechar. Eles podem apresentar um ‘X’ falso, que faz você clicar no anúncio ao invés de fechá-lo.

Tenha cuidado ao fechar janelas pop-ups, para evitar abrir o link por engano. Ao invés, pressione Alt + F4 ou tenha cuidado para selecionar o “X” correto no canto do pop-up, para fechar a janela.

Use um firewall

Firewalls filtram a rede e são uma ótima defesa para bloquear sites suspeitos, dificultando assim a entrada de spyware em seu computador. Dê uma olhada nestes antivírus que vêm com firewall.

Converse com sua família sobre os riscos

Se você tem crianças pequenas, é essencial que compreendam os riscos do spyware. De acordo com uma pesquisa, 69% dos computadores em casas com crianças e adolescentes menores de 18 anos tinham spyware. Os jovens tendem a ser menos conscientes dos riscos, então, ensine-os a detectar links perigosos.

Como remover spyware

Se você suspeita que seu computador foi infectado, o primeiro passo é desconectar o aparelho da internet. A infecção funciona enviando seus dados pela web, então, isso para imediatamente o processo. Depois de fazer isso, você tem duas opções:

Remover o spyware com um programa

  • Use um antivírus de alta qualidade para realizar uma varredura completa no sistema
  • Se você já sabe onde a infecção está localizada, pode optar um escaneamento personalizado para focar numa área específica
  • Depois de identificar o problema, use uma ferramenta antispyware para colocar o malware automaticamente em quarentena e deletá-lo

Removê-lo manualmente

Se você conhece a fonte do problema, pode removê-lo manualmente. Abra o menu de aplicativos, ou o painel de programas, para ver todos os programas ativos. Identifique o que está causando o problema, clique com o botão direito sobre ele e escolha “desinstalar” e “deletar” o programa.

Mas tenha em mente que a remoção manual apresenta alguns riscos. Se você escolher o programa errado, como um programa do sistema operacional, isso pode impedir o funcionamento do seu computador. Sempre selecione a opção de ocultar programas do sistema e faça uma busca pelo nome online antes de deletar qualquer coisa completamente.

Os melhores antivírus contra spyware

Os melhores antivírus contra spyware

Um antivírus é uma ótima forma de impedir que o spyware se espalhe pelo seu computador e roube suas informações. Até uma solução de segurança gratuita é melhor do que nada, mas é sempre melhor escolher um antivírus que ofereça monitoramento em tempo real, detecção específica e opções de remoção de spyware, para que você tenha certeza de que está 100% protegido.

Está procurando um bom antivírus para proteger seu computador de spyware, adware e outros malware? Nossos especialistas testaram 47 dentre os antivírus disponíveis no mercado. Dê uma olhada em nossa lista de 10 melhores antivírus.

Previna o spyware e proteja seus dados

Como mencionamos acima, a melhor proteção contra o spyware é não permitir sua entrada no seu aparelho, em primeiro lugar. Mas, frequentemente, já é tarde demais para prevenir e você precisa focar então em remover a ameaça de seu computador, seja manualmente ou usando um antivírus.

De todo modo, agora que você está ciente da ameaça do spyware, a solução é a mesma: siga esses passos para evitar uma infecção no futuro e, se seu aparelho foi infectado, remova-o rapidamente e de maneira eficaz usando uma boa solução de segurança.

Sobre o Autor

Sophie Anderson
Sophie Anderson
Pesquisador em segurança e jornalista

Sobre o Autor

Formado em engenharia de software, pelos últimos 10 anos trabalha como pesquisador em segurança e jornalista.